Sunday Nood - “New Object Of Desire”

18 OUTUBRO – 18 NOVEMBRO / 18 OCTOBER – 18 NOVEMBER
10.00-19.00h / 10 am-7 pm
LOCAL / PLACE: Machamba Criativa
MAPA / MAP →

EXPOSIÇÃO

EXHIBITION
SOBRE A EXPOSIÇÃO

Sunday Nood é uma “série” de Hugo Mendes também conhecido como “Psiconautah”, e representa para ele, acima de tudo, trabalhos de memória de uma história de amor.

Os momentos íntimos que ficaram após uma difícil separação resultaram numa série de retratos que registam lembranças evanescentes. Os lânguidos e longos Domingos passados com pouca roupa, enrolados nos lençóis da cama como era vontade “dela” trouxeram a motivação para o artista criar imagens de sensualidade descontraída, encapsuladas em quadrinhos, a serem vistos como numa” trip” voyeurística emocional, tentando recriar as sensações tingindo o papel com tinta-da-china.

Para se reconciliar com “ela” e com as suas memórias, decide expôr os seus sentimentos e esta série de ilustrações nas redes sociais, no Instagram, acompanhando cada post/obra com o hashtag #sundaynood.

Este trabalho está profundamente relacionado com a Internet e as redes sociais, começando pela palavra “nood” alternativa ao Inglês “nude”, que deriva do slang comummente usado na internet que significa nudez.

Para esta “série” N.O.O.D será também o acrónimo de “new object of desire” que significa “novo objecto de desejo”, o que revela uma mensagem secreta e reflete artisticamente a sensualidade natural “desejada” da privacidade feminina.

LER MAIS ↓
“SUNDAY NOOD” revela-se conceptualmente nesta exposição. Nas redes socias não há tempo para chegar a um entendimento profundo da realidade por detrás das imagens. A necessidade de consumir conteúdos e consequentemente formular, com prazer, uma opinião torna o observador num voyeur.

Quanto mais o conteúdo representa desejo e sensualidade, mais o seguidor desenvolve a sua relação com a imagem. Observando através de um espelho (smartphone), refletindo o anonimato, como quem olha por um buraco na parede para espiar a intimidade alheia.

Esta exposição pretende colocar o expectador no centro das próprias responsabilidades por desejar observar a intimidade dos outros e “consumir” os seus frutos criativos, não tendo compromissos sobre o entendimento e a realidade como expectador/voyeur ganha prazer em não ter nenhuma relação com a fisicalidade, mas goza do seu ponto de vista pessoal às vezes anónimo.

O artista escolheu o público como um meio para a auto-realização, criando um peep-show emocional, enquadrando a intimidade para explorar a nostalgia. A pergunta que esta exposição pretende desencadear é: o que significa intimidade num mundo híper-conectado e exposto? Qual é o papel das redes sociais e da arte na elaboração da intimidade intangível? Este meio transforma-nos em voyeurs em vez de espectadores? A imaginação é a melhor faculdade/forma para/de preencher a ausência?

ABOUT THE EXHIBITION

Sunday Nood is, first of all, part of a love story, for the Artist, Hugo Mendes aka Psiconautah.

His muse was a difficult brake-up and the upcoming memories of fading intimate moments.

The concept of lazy Sundays with little clothes, rolling in the bed sheets, was dear to his ex. He opened his heart to this image and started illustrating several flashed images of sensual laid back woman, looking back in a voyeuristic emotional trip, trying to touch sensations again by giving ink into this moments. To connect with her directly, out of his isolated context, he decided to expose his feelings and this series of artworks on social media, Instagram, signing every post/work with the hashtag #sundaynood.

This work is deeply related to social media and the internet. First of all because the word nood comes from the internet slang for nude. For this series, N.O.O.D.  will be the acronyms for “new object of desire”, explaining so, the hidden message to his own object of desire, his ex in a Sunday nude mode, but also expressing publicly an artistic point of view on the natural sensuality and desirability of  the female alone time.

READ MORE ↓
This is the turning point of the exhibition: In social media there is no time to connect with reality, the need to consume content and feel pleasure in giving feedback turns the viewer in to the voyeur. The more the content represents desire and sensuality the more the follower develops his/her relationship with that particular image. Observing through one’s personal looking glass (smartphone), reflecting anonymity by looking through this international peep-hole.

This exhibition pretends to put the viewer at the centre of its own responsibilities on craving others intimacy and consuming the creative outcomes, being free of having no relationship with the original meaning of the work or the deeper nuances of the message, as a voyeur gains pleasure in having no relationship with physicality but living on a personal and sometimes anonymous point of view.

The artist chose the public as a medium for self-realise, creating an emotional peep-show of feelings, framing intimacy to explore nostalgia.

The question that this exhibition pretends to trigger are:  what does intimacy mean in a hyper-connected and exposed world? what role has the social media and art in intangible intimacy elaboration? Does this medium turn us into voyeurs rather than viewers? Is imagination the best faculty to fill absence?

SOBRE O ARTISTA

Hugo Mendes é um artista visual que nasceu e cresceu em Maputo.
Sendo Moçambique um país com uma cultura muito rica e diversa, e com uma forte tradição no artesanato e escultura em madeira, Hugo inspira-se nesses processos. Através do seu trabalho, tenta representar os aspectos do quotidiano, referindo-se à historia colectiva dos Moçambicanos, aos seus sonhos, e procurando explorar elementos mais íntimos, relacionados com o lado mais obscuro do seu próprio imaginário. 

 

ABOUT THE ARTIST

Hugo Mendes is a visual artist from Maputo, Mozambique and as Mozambique is a country with a rich culture diversity and a strong tradition of craftsmanship in woodcarving and sculptures, he takes inspiration from these processes, and creates work that resembles the craft of woodblock printing. Through his artwork, he aims to represent everyday life aspects referring to the collective history of the Mozambican people and their fantasies, while seeking more intimate elements related to the dark side of his psyche and the black experience. Hugo attempts to produce content that interests and represents him, but isn’t available to him in Mozambique.

SOBRE A CURADORA

Julia Sarmento é uma criativa moçambicano-italiana. Nascida e criada na cidade das acácias, Maputo, ela se mudou para desenvolver seus estudos e sua carreira através da arte e o design na Itália. Neste momento, trabalha em projetos de comunicação integrada e design visual como Diretora Criativa da Anima Estúdio Criativo.

 

ABOUT THE CURATOR

Julia Sarmento is a Mozambican-Italian creative. Born and raised in the city of acácias, Maputo, she then moved to develop her studies and her career through art and design in Italy. At the moment, she is working in integrated communication and visual design projects as Creative Director of Anima Estúdio Criativo.

PARCEIROS DO MFF2018

MFF2018 PARTNERS

Os nossos Patrocinadores

Our Sponsors

Sobre o Maputo Fast Forward

About Maputo Fast Forward
O Maputo Fast Forward é uma plataforma dedicada à Criatividade e à Inovação em Moçambique. O seu objectivo é ser um espaço de referência dedicado, à reflexão, ao debate, à apresentação de projectos e ideias, à análise de tendências, à troca de experiências e à constituição de redes entre todos aqueles que, das artes às ciências, da tecnologia ao design, da arquitectura aos media, da gastronomia à moda, das empresas às organizações sociais, reconhecem na criatividade e na inovação os motores da nova economia do conhecimento.

MFF was launched in 2016 as an open platform engaged in promoting creativity and innovation. Its main objective is to help Mozambican creators and innovators across all fields of activity (arts, culture, design, architecture, technology, etc.) to develop and present their projects, engage in fruitful trans-disciplinary debates and develop collaborations in order to establish an ecosystem that will allow them to expand their creative skills and to participate, through the exploration of networking opportunities, in the “global conversation” that is taking place within the “creative industries” sector.

maputofastforward.com

UMA INICIATIVA DA